Rita Pereira

Comunicação
Rita Foto

A única rapariga da família (da sua geração), original de uma aldeia no distrito de Aveiro, onde a natureza e a agricultura eram o seu parque infantil. Conhecida por ter bicho-carpinteiro, estar sempre na lua, ser maria-rapaz e desde cedo questionar o “normal”.

Aos 4 anos dançava ballet e começou a nadar semanalmente, aos 5 anos começou a aprender a tocar piano e mais tarde violino, aos 6 tornou-se escuteira, aos 10 vestia um kimono de Karaté, aos 11 passava os tempos livres num atelier de artes, aos 13 entrou para o teatro, aos 14 representava a sua escola em vários desportos escolares, aos 16 foi chefe de claque no projecto escolíadas, aos 17 entrou para a faculdade onde se tornou logo membro do conselho pedagógico, aos 18 encontrou a paixão de viajar sozinha de mochila às costas.

Não pretendia criar uma linha cronológica da sua vida, mas acredita que todos (e tantos outros momentos) sustentam a humana que é hoje: apaixonada pela natureza, pelas tradições e técnicas ancestrais, por viagem e voluntariado social, e por aprender todos os dias.

Deste modo, começou o seu percurso como designer de comunicação e já se dedicou a uma companhia de teatro popular, a uma empresa de turismo rural, a uma quinta com base em permacultura e artes e à bricolage, entre outros.

Hoje, procura recuperar os seus dons de criança e envolver-se no mundo artístico, musical e artesanal, aceitando o desafio de mostrar ao mundo o que é a DANÇA LEIRIA.